Devemos falar com o neném? Entenda como os bebês aprendem observando

Bebe aprende
Bebe aprende

Os bebês são mais espertos do que imaginamos e aprendem facilmente apenas prestando atenção nos adultos.

Após o nascimento, os bebês precisam bastante dos pais para aprenderem e desenvolverem habilidades. O choro é sua única forma de comunicação, além de alguns barulhos próprios da idade, até que comecem a falar as primeiras palavras.

O que muitas pessoas não imaginam é o quanto a interação pais e filhos é importante nessa fase. Falar com o neném não apenas o ajuda a identificar a voz dos pais como também o auxilia a se expressar por meio da fala. Entenda agora como os bebês são ótimos observadores e aprendem muito dessa maneira.

O cérebro deles é receptivo às experiências

Diferente dos adultos, os bebês são mais receptivos às experiências novas. Eles estão sempre abertos ao novo. 

Segundo o pesquisador Andrew N. Meltzoff, as pessoas nascem com praticamente o mesmo número de neurônios que carregam a vida toda, mas, nos primeiros anos de vida é que são reconstruídas e redefinidas as conexões entre esses neurônios, visto que isso acontece com muito mais facilidade.

A única diferença é que eles têm dificuldade em manter o foco, porém, para os bebês as atividades são fáceis e rápidas, por isso é tão importante conversar e brincar com eles.

Você está sempre sendo observado

Pode parecer estranho ouvir isso, mas os bebês estão sempre observando os adultos e aprendendo com seus comportamentos. Assim, mesmo conversas com outras pessoas podem ajudar o pequeno a aprender suas primeiras palavras.

No entanto, você pode usar esse poder de observação das crianças ao seu favor. Converse com eles, mesmo que receba como resposta apenas o balbuciar, com palavras que fazem sentido apenas na linguagem dos bebês.

Além disso, quando trouxer brinquedos para eles, interaja e mostre o funcionamento. Se não descobrir imediatamente, não tenha receio de apresentar essa dificuldade, pois pesquisas mostram que isso incentiva a criança a ser persistente e não desistir tão fácil de algo que chama sua atenção.

Leia também: Macedônia: Guia de viagem da Macedônia

Como o bebê constrói seu vocabulário

Já que são observadores natos, os bebês vão construir seu vocabulário pela repetição. As palavras que mais chamarem sua atenção, provavelmente, serão as primeiras a serem balbuciadas.

Uma dica para ajudar o bebê a começar a falar é sempre conversar com ele, mesmo em situações comuns como a troca de fraldas ou ao organizar os brinquedos. Mostre os objetos para ele e fale o que é. Por exemplo: “Vamos pegar a fralda para trocar o neném? E temos que trocar a roupinha também”.

Quando falar as duas frases, mostre a fralda e a roupa. Durante as brincadeiras, também repita a ideia. Mostre o cachorrinho de pelúcia, a almofada, o trenzinho e tudo que já faz parte da rotina da criança.

Bebês gostam de interações sociais

Desde os primeiros meses de vida os bebês já conseguem assimilar o básico sobre interações sociais. Inclusive, antes mesmo do primeiro ano, eles já esperam que as pessoas a sua volta tenham reações as suas ações, mesmo que sejam apenas gestos.

Assim, se o bebê sorri para você, ele espera que você sorria de volta. E se balbucia algo, ele gostaria de receber outra palavra em resposta. A ideia é realmente interagir.

Segundo Andrew N. Meltzoff, a partir dos 7 meses eles já conseguem identificar emoções como alegria e medo. Depois dos 15 meses já percebem se uma pessoa é propensa à raiva, apenas por suas expressões e comportamentos. Os pequenos tendem a se afastar ou agir de forma diferente, com medo, perto dessas pessoas.

Após conhecer essas informações sobre os bebês, você certamente vai continuar a conversar com eles, não é mesmo? Aproveite a interação social e viva intensamente a divertida fase das primeiras palavras. É garantido que o momento será inesquecível.

en_USEnglish